Espaço Arte e Cultura

Projeto Artes – Tiziano Vecellio
Por: 03 de Abril de 2017 em: Espaço Arte e Cultura

Tiziano Vecelli, assim era o seu nome, nasceu a 1490, em Pieve di Cadore. Aos 9 anos foi para Veneza morar com um tio. Tornou-se aprendiz de Sebastiano Zuccato, mestre de mosaico, e mais tarde, assistente de Giorgione Castelfranco.   

Em 1518, sendo “conhecido” pelo seu próprio estilo, ganha fama com a sua obra, de nome, Assunção da Virgem, trazendo algumas encomendas vindas da Europa. Este pintor foi um dos principais representantes da escola veneziana no Renascimento e antecipou diversas características do Barroco e até do Modernismo.

Ao contrário de outras pessoas importantes do Renascimento, que excederam o seu talento em vários campos da arte e da ciência, Tiziano, como costumava assinar, dedicou-se unicamente à pintura, conquistando glória e riqueza, acabando ainda por ter a honra de se sentar à mesa com príncipes, duques, e por fim, foi aclamado por papas e reis.

Tiziano, um dos mais versáteis pintores italianos, era conhecido pelos seus contemporâneos como "o sol entre as estrelas". Nas suas obras pode-se encontrar muita cor, luz, expressividade e sensualidade.

Se este pintor tivesse morrido cedo, talvez, tivesse sido conhecido como um dos influentes artistas do seu tempo, mas com viveu quase um século, ao mudar drasticamente o seu modo de pintar, vários críticos demoraram algum tempo para acreditar que ele fosse, realmente, um artista.

Seguindo o exemplo de Giorgione, primeiro grande pintor da Escola Veneziana, os venezianos tentavam explorar ao máximo a cor e a luz, e com esse objetivo usavam tonalidades intensas, jogavam com tons quentes e frios, procuravam captar os mais variados efeitos luminosos nas diferentes horas do dia. Ao conceber a composição, deixavam de lado as normas tradicionais, esforçando-se acima de tudo, para criar uma atmosfera, que transmitisse um estado de espírito.

Principal representante da Escola, Tiziano não só concretizou esses ideais com perfeição de gênio, como ainda enriqueceu-os com vigorosa contribuição pessoal. Suas paisagens de fundo, ricas em contraste de tons, conservam o espírito poético de Giorgione, porém suas figuras são mais exuberantes e vitais que as personagens de seu precursor.

 

Comentário: “Considero um projeto bacana, é uma forma de promover a cultura para todos. Nem todos possuem acesso, o Espaço Artes possibilita conhecer não só os quadros, mas a música e o país de origem do artista.”  Cláudio – Logística